quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Telhado de antigo clube popular desaba em Dourado

CIREC - Dourado

O telhado do CIREC -  Centro de Integração Recreativa, Educativa e Cultural, antigo clube de Dourado, hoje de propriedade da prefeitura, e que no passado funcionou com suas portas abertas ao público, desabou parcialmente no domingo(4) e ontem, terça(6), por volta das 17h00, mais uma parte da área coberta veio ao chão. O local no passado serviu também para ginástica do grupo da terceira idade e ensaios da Banda Marcial. 

Uma moradora das proximidades disse que estava na varanda de sua residência quando ouviu um estrondo, só depois veio a saber que se tratava do telhado do CIREC. Parte do prédio, no seu prolongamento,  que por longos anos funcionou a Câmara Municipal, e hoje funciona a biblioteca municipal, não foi atingido. 

A prefeitura informou que as atividades que aconteciam no prédio, já tinham sido transferidas há algum tempo para outros locais como Centro de Lazer, Centro do Idoso e Escolas.

Nota da Prefeitura de Dourado
O desmonte da estrutura foi iniciada imediatamente após os fatos. Nesse período, todo o prédio estará fechado. As aulas de alongamento e música estão acontecendo no Centro do Idoso e Escola do Jardim Elite. O prédio voltou a ser de posse do município em dezembro de 2015, por meio de doação feita pela diretoria da associação, até então, a administradora do CIREC – Centro de Integração Recreativa, Educativa e Cultural.
Parte do telhado do CIREC desabou em duas etapas, no domingo passado e ontem, terça(6)
Detalhe do telhado que desabou
Fotos: Ronco

3 comentários:

Milton A. Bueno disse...

Na realidade trata-se do prédio onde funcionava o almoxarifado da estação da extinta estrada de ferro Douradense, ou seja um patrimônio histórico de Dourado.

sonia borges disse...

Outro patrimônio histórico que vai desabar é o Prédio do Matadouro, este foi notícia inclusive em jornais da Europa. Nesta administração ele foi completamente abandonado. E além de prédios, a administração Juninho Rogante tem derrubado funcionários que expressam opiniões próprias. Eu fui demitida por perseguição política, o caso está no MPT e causará ônus aos cofres públicos com indenização e o funcionário Juarez Leite recebeu uma advertência, porque postou comentário sobre este assunto do CIREC na página do Ronco no face. Voltamos ao tempo da Inquisição? Ditadura? Primeira coisa que uma Ditadura faz é cortar o senso e valor do que é Cultura.

Will disse...

HAHAHAHHA... o negócio é a festa de carnaval...
A fábrica de cartões, a tão esperada, já foi...
O desemprego aí é grande..
Mas vai ter festa..